segunda-feira, 6 de abril de 2009

Fluindo.

Vivo o que sinto e não tenho medo disso.
Um dia coração, um dia razão.
Sem a menor intenção de causar profundas inquietações, apenas refletindo minha emoção.

Não quero magoar.
Quero amar.
Não quero ver lágrimas rolarem.
Quero junto sorrir.

Fluir a leveza é a minha opção.
Reconectando a vibração sinto meus pés novamente fora do chão.
A visão das pessoas está apenas destreinada para as sensações.
Recompor a intuição pode ser a metade do caminho.

Bruna Oliveira






Um comentário:

Renatinha disse...

está perfeito... lindo mesmo!!

"Vivo o que sinto e não tenho medo disso.
Um dia coração, um dia razão."

arrasou... :D