sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

Mudando o hoje para um amanhã feliz.

Talvez seja nostalgia precipitada, impulsionada por minha partida que está próxima.
Ou quem sabe é o clima de renovação que acompanha o mês de Dezembro.
De certo, só a certeza do que aprendi com cada um que "passou" ou ficou em minha vida neste breve espaço de meu tempo...
É quase surreal querer entender os fatos.
Alguns é melhor jogar na lixeira do esquecimento.
Deste momento em diante, decidi fazer um silêncio em homenagem a minha higiene emocional.
Assim fiquei mais leve e serena.
Gostaria de deixar registrado meus reais e sinceros agradecimentos para cada um, que em minha vida causou movimento este ano.
Respirei dor, decepção e alegria por diversas vezes, mas cada gota do que inalei, alinhou minha bússola.
Cometi erros comigo e com pessoas que não mereciam e sei que fui na vida de cada uma delas, a mesma decepção que alguns foram para mim.
E esta é a roda gigante universal.
Minha fé não quer mais esbarrar no que não vale à pena para minha alma.
Temos , cada qual, sua cor que combina perfeitamente com a cor de outrens, então o que não serviu para mim, servirá para alguém.
E assim, o mundo vai completando sua vibração...
Carrego as cores que pintaram com amor e verdade no meu coração, minha frágil razão.
Estou me desfazendo de pinturas opacas e egoístas que em mim rabiscaram e se posso dar-lhes um conselho; façam o mesmo!
Se houver razão para arrependimento e o silêncio gritar a dor que se tem, voltem a pintar, mas com verdade e nao ilusão.
Tomo a medida dos gestos e não de palavras.
As palavras são como outdoors.
E por muitas vezes são quebráveis.
Os gestos são a vontade da alma exercitando seus desejos.
Tentam tanto teorizar o amor.
Dar-lhe cor, definição, razão...pura bobagem.
Todas as vaidades possuem a sua maneira.E é isso o que resta no fim.
Quero amar os gestos da verdade,
Os gestos da consideração,
Os gestos do respeito,
Os gestos dos valores semelhantes.
Que o vento carregue para bem longe de mim as pessoas egoístas e as façam abandonar todas as mentiras e os medos que elas carregam, não se é egoísta por pura opção e sim por covardia e fraqueza. Golpeiam seus próprios jardins, suas constelações...
Caminhando e caminhando,dentre tantas partidas e chegadas, sinto a presença de um anjo que assopra em meus ouvidos a delicadeza de toda essência que quase perdi.
Desejo o amor em todos nós.
Vamos amar.
Fechemos os olhos para as pinturas em branco e preto e vivamos um belo arco-íris
Este é o meu desejo para um 2009 puro,completo e feliz.
Bruna Sousa.

Um comentário:

nessa disse...

Hoje, mais que qualquer outro dia, queria muito te dar um abraço forte e ver esse teu sorriso brilhando. Queria também te parabenizar pela 'formatura' com a Ana e a Alaíde, hehe, mas cheguei tarde demais - aliás, taí uma das coisas que me faz querer voltar pro sul, ô trânsito de merda o dessa cidade... - mas, se serve de consolo, todas as good vibes e todo o carinho que eu tenho por você continuam firmes e fortes aqui dentro e espero te ver logo, pra pelo menos bater uma foto bem bonita e guardar enquanto você estiver longe. Errr, olha só, acho que vou começar a chorar, você sabe, isso é facinho aqui comigo!
Ó querida, adoro te ler, adoro ver você bem e adoro você, "irmãzinha"!
Então se cuida que logo mais eu apareço pra te encher a paciência!
Ah, posso ser piegas? Tinhamo, mulher! =)
Muito obrigada pela força, pelas palavras doces de sempre e, claro, por esse sorriso iluminador aí... Um monte de beijos na testa, lindona!
Cuide-se!