sábado, 29 de novembro de 2008

Samba e amor.

Onde você estava esse tempo todo?
Tudo é tão maior quando eu não preciso me esconder.
Confesso que há um medo esquadrinhando meu coração;
O tempo parece acelerar, a cada novo minuto.
Tanto carinho, respeito, consideração e extremo cuidado.
De onde vem nossa calma?
Nosso carinho?
Nosso vício?
Será que o destino previa?
Já não sei mais.
Mas, vamos até onde podemos.
O amanhã é só amanhã.
Já estou com sintomas de saudades.
Porque a vida pode ser nosso bumerangue.
Seja como for.
Façamos samba e amor.

Bruna Sousa

Um comentário:

bruno disse...
Este comentário foi removido pelo autor.